Início Diabetes Pré-Diabetes – O que é e Como Tratar

Pré-Diabetes – O que é e Como Tratar

891
0
COMPARTILHE

pré-diabetes é uma condição que serve para alerta se um indivíduo tem ou não pré-disposição para desenvolver o diabetes mellitus do tipo 2. Através de exames específicos verifica-se os níveis de glicose no sangue e a quantidade de insulina produzida e absorvida pelo corpo. Se a quantidade de glicose está acima do adequado para a saúde, porém não tão alta o suficiente que possa ser considerada um quadro de diabetes, e os níveis de insulina também se encontram fora do padrão, é um possível caso de pré-diabetes.

Em um um organismo comum, a ingestão dos alimentos que comemos diariamente provoca a produção de açúcares que caem diretamente na corrente sanguínea. Se a quantidade desses açúcares (glicose) aumenta o pâncreas é acionado para que comece a produzir insulina.

pré-diabetes

A insulina é responsável por controlar a quantidade de glicose no sangue, retirando o excesso e enviando às células por todo o corpo, onde vai ser utilizada como forma de energia essencial para o bom funcionamento do corpo. O corpo tem um controle bem definido para isso, portanto se os níveis de glicose sobem os de insulina também irão aumentar. E se os níveis de glicose diminuem, a produção de insulina também diminui.

No caso da pré-diabetes, que é um estado de atenção e não um diagnóstico definitivo para o desenvolvimento do diabetes do tipo 2, existe uma certa resistência do corpo em absorver corretamente a insulina produzida. Esse quadro provoca um aumento súbito da glicose que, se não tratado, pode levar ao desenvolvimento da doença.a, doces, frutas, milho, farinha, bolos, etc.

Causas do Pré-Diabetes

Alguns fatores podem influenciar bastante para que uma pessoa esteja no estado da pré-diabetes. Entre os mais comuns está uma pré disposição herdada da família, o excesso de peso, idade acima do 40 anos, hipertensão, tabagismo, o sedentarismo e o consumo de bebidas e comidas altamente calóricas e pouco nutritivas.

LINKS RECOMENDADOS

Dentre todos esses citados, o que pode levar mais facilmente ao pré-diabetes é o excesso de peso. Quando o corpo passa a ostentar uma massa muito maior do que a recomendada para sua altura, de acordo com seu IMC e circunferência abdominal, a produção de glicose também aumenta por causa da quantidade de comida que é ingerida. Nesse ponto o pâncreas é acionado para que passe a liberar mais insulina na tentativa de controlar a quantidade de açúcar no sangue.

Porém, o corpo não se adapta bem a esse aumento repentino na produção de insulina, fazendo que com seja relacionado a um quadro de resistência a esse hormônio. Então, mesmo que a insulina esteja em abundância no corpo, ela não será capaz de retirar o excesso de glicose no sangue, levando ao que chamamos de pré-diabetes e, se estiver em números mais levados, ao desenvolvimento do diabetes.

Sintomas da Pré Diabetes

Como a pré-diabetes não é um diagnóstico e, portanto, considerada uma doença, é um quadro que não apresenta sintomas claros. Caso um indivíduo se enquadre em algum dos caso citados como fatores de risco, é aconselhável realizar exames para verificar o nível de glicose com uma certa frequência. Caso os níveis de glicemia no sangue estejam entre 110 e 125 mg/dl em jejum, a pessoa já pode ser considerada como um pré-diabético.

Tratamento para a Pré-Diabetes

LEIA TAMBÉM: Como CONTROLAR e REVERTER a Diabetes do Tipo 2 de Forma Natural.

O tratamento para a pré-diabetes consiste em uma simples, porém eficaz mudança de hábitos alimentares e físicos.  Aprender a controlar a quantidade de colesterol e açúcar que entra no corpo através de uma dieta alimentar, praticar exercícios físicos leves porém com bastante frequência, abandonar hábitos poucos saudáveis como o fumo e o consumo de álcool, e deixar de lado o sedentarismo, são algumas das dicas que que podem fazer com que o quadro de pré-diabetes desapareça de um organismo. Saiba tudo sobre diabetes.