Início Nutrientes de A a Z Vitamina D: Quais são suas Funções

Vitamina D: Quais são suas Funções

1095
0
COMPARTILHE

A vitamina D é um nutriente muito importante porque é através dela que ocorre uma adequada sintetização de cálcio, magnésio e fósforo pelo nosso organismo. Esse processo é necessário para que tenhamos ossos e dentes fortes, além de uma boa saúde cardíaca. A vitamina D na verdade não é uma vitamina, e sim hormônio esteroide com status de gordura solúvel produzido pelo corpo.

Existem alguns alimentos que se apresentam como boas fontes de vitamina D, porém cerca de 90% da quantidade necessária para ativar suas funções no nosso organismo vem da exposição ao sol. Os raios ultravioletas B (UVB) são os responsáveis pelo produção de vitamina D no corpo e, consequentemente, um fator importante para a manutenção de uma boa saúde do tecido ósseo e cardíaco, além de ajudar a combater doenças como o câncer, a esclerose múltipla e a diabetes. Seu consumo também influencia no tipo de dieta alimentar, porque ela ajuda a emagrecer e, ao mesmo tempo ajuda no ganho de massa muscular magra.

A vitamina D também faz com a gestante tenha uma gravidez saudável, por isso seu consumo deve ser frequente e acompanhado de um médico. Alguns abortos, a pré-eclâmpsia  e o nascimento de algumas crianças autistas está, inclusive, diretamente ligado à falta de vitamina D no organismo.

alimentos ricos em vitamina d

Melhores Fontes de Vitamina D

Os raios ultravioletas B são as maiores fontes de vitamina D, porém podemos encontrar em alguns alimentos uma quantidade considerável desse hormônio. Os principais são de origem animal como a sardinha, o salmão, as ostras, o fígado, o óleo de fígado de bacalhau, o peixe arenque, o leite, ovos, queijo cheddar e a carne bovina. Existem ainda os suplementos vitamínicos que são muito utilizados por quem apresenta carência de vitamina D, porém eles devem consumidos somente após uma prescrição de um profissional da área de saúde.

Deficiência de Vitamina D no Organismo

A deficiência de vitamina D no organismo pode acarretar vários problemas de saúde. Uma parte afetada diretamente é a nossa estrutura óssea, pois sem a vitamina D nosso corpo não consegue absorver e distribuir o cálcio e o magnésio adequadamente, podendo resultar em crescimento dos ossos de uma maneira defeituosa (raquitismo), na fragilização dos ossos (osteomalácia). Além disso, sua falta pode favorecer ainda o desenvolvimento da diabetes do tipo 1, de alguns tumores cancerígenos, doenças cardiovasculares, gripes, resfriados, o enfraquecimento muscular e outras séries de complicações, já que a vitamina D está diretamente ligada a cerca de 270 genes do corpo humano.

LINKS RECOMENDADOS

Alguns indivíduos apresentam uma predisposição à não produção de vitamina D adequada ao corpo. Esse é o caso de pessoas com pele negra, pois a cor torna a absorção e a sintetização da vitamina D mais difícil, fazendo com que essas elas façam parte de um grupo de risco em que os efeitos colaterais da carência desse hormônio acontecem com maior frequência. O mesmo ocorre com pessoas que vivem em locais com pouca luza solar, como é o caso de países em que o inverno dura por longos meses e escuridão da noite é mais constante, ou de pessoas que pegam sol, mas somente com protetores solares, não dando chance do corpo absorver os raios ultravioletas B. Ainda nesse grupo

Ainda no grupo de pessoas que estão mais abertas a sofrerem os efeitos colaterais da falta de vitamina D no organismo, estão os adeptos da dietas vegetariana e vegana pois, mesmo que tomem sol com frequência, não conseguem suprir a falta de nutrientes que encontramos em alimentos de origem animal somente com vegetais. E ainda temos o grupo dos idosos, que comumente apresentam dificuldade em sintetizar a vitamina D no organismo. Todos esse grupos podem se valer da suplementação através de medicamentos e vitaminas receitados por um médico ou nutricionista.

vitamina d

Excesso de Vitamina D no Organismo

O excesso de vitamina D pode ocasionar problemas graves ao nosso corpo. Quando ela se encontra em grande quantidade no organismo, o cálcio também passa a ser absorvido em proporções maiores do que o necessário, fazendo com que ele cause a calcificação de vários órgãos e, inclusive, pode fazer com que os rins parem de funcionar.

Mas para que isso aconteça a vitamina D deve ser consumida através da suplementação inadequada, porque os alimentos não possuem uma concentração muito grande para causar esses danos, e a luz solar só é absorvida de acordo com as necessidades da pele.